31 ago/15

"Cinderella - The Magic Musical" chega a Ribeirão

postado por Diogo Branco

A Virazóm, em parceria com o RibeirãoShopping, traz para o Centro de Eventos do RibeirãoShopping o espetáculo Cinderella The Magic Musical. O conto de fadas, baseado no livro original dos Irmãos Grimm, promete encantar adultos e crianças em três apresentações especiais, duas no dia 5 de setembro (sábado), às 17h e às 19h30, e dia 6 (domingo), às 16h.
A superprodução é de realização da Black Red Produções, com notável experiência em montar clássicos como a “Bela e a Fera”, “Peter Pan”, “Pinocchio”, “Mágico de Oz” e “Branca de Neve”, espetáculos que já encantaram mais de um milhão de espectadores em todo Brasil, Argentina, Chile e Peru. A história de amor é adaptação de Paul Stewart e Alan Paul, com produção de Andrea Oliveira e direção de Billy Bond.




O musical traz diálogos e músicas cantadas em português, além de muitos efeitos especiais e de iluminação em 4D Animation Effects, além de gelo seco, telões, ilusionismo, explosões, cheiros e equipamentos que fazem a plateia ter a sensação de estar dentro do espetáculo, divertindo a toda a família.
A produção do musical conta com 50 profissionais, entre eles 22 atores e 15 técnicos, para garantir todas as emoções da história de Cinderella. Ao todo, são mais de 180 figurinos, cinco trocas de cenários, 28 toneladas de equipamentos e efeitos visuais deslumbrantes.



SERVIÇO
Data:
05/09 e 06/09/2015
Horário: Sábado às 17h e às 19h30 e domingo às 16h
Local: Centro de Eventos do RibeirãoShopping

Informações de meia entrada: reservada para estudantes de escolas públicas e particulares; idosos acima de 60 anos; aposentados; e diretor, coordenador pedagógico, supervisor e titular do quadro de apoio de escolas municipais e estaduais.
Ponto de Venda Sem Taxa de Conveniência: Bilheteria do Centro de Eventos RibeirãoShopping. Endereço: Av. Cel. Fernando Ferreira Leite, 1540- Jardim Califórnia, Ribeirão Preto/SP. Horário de Funcionamento: De segunda a sábado das 14h às 22h e domingos das 13h às 20h.
Ingressos: Valores 1º lote
Cadeira VIP – R$ 120 / R$ 60
Cadeira Premium Extra – R$ 100 / R$ 50
Cadeira Premium – R$ 80 / R$ 40

24 ago/15

Espetáculo Callas, com Sílvia Pfeifer, chega a Ribeirão

postado por Diogo Branco

Silvia Pfeifer chega a Ribeirão Preto com o espetáculo “CALLAS” ao lado do ator Cassio Reis, dirigidos por Marília Pêra.



Há um ano em cartaz, o espetáculo já passou por 41 cidades além de temporada no Rio de Janeiro e São Paulo.  CALLAS é a montagem de um documentário vivo com os comoventes relatos de uma artista iluminada pelos Deuses e de uma frágil mulher em busca de amor. Marília Pêra, que interpretou a diva em “Master Class”, de 1996, volta se debruçar sobre a vida da cantora dezenove anos depois, dirigindo Silvia Pfeifer e Cássio Reis no espetáculo “Callas”, texto inédito de Fernando Duarte, que assinou “À beira do abismo me cresceram asas”, e “Orgulhosa demais frágil demais”. Nesta obra teatral, partilhamos as dúvidas e medos de uma mulher que por amor, esteve disposta a renunciar à sua maravilhosa voz. Era “La Divina Callas”, a imperatriz do Bel Canto, e deixou como herança uma voz imortal. Nada se compara ao poder de sua voz. A diva das divas, única, uma força da natureza. A indomável Callas, geniosa, intempestiva, era regida pelos sentimentos. Em 16 de setembro de 1977, o mundo perdeu Maria Callas aos 53 anos, vitima de um ataque cardíaco. Sua história de vida foi tão dramática quanto as personagens que interpretou nas óperas. A maior soprano da história e um dos maiores mitos do século XX, que teve sua vida marcada por glórias e tragédias, completaria 92 anos no dia 02 de dezembro de 2014. Ela revolucionou a história da ópera e ainda hoje é considerada a maior cantora lírica de todos os tempos. Callas foi vitima do estrelato e sua trajetória mostra como os sonhos se constroem e se desfazem ao longo da vida. O espetáculo Paris, 15 de setembro de 1977, um dia antes do falecimento, Maria Callas vai ao encontro do jornalista e amigo John Adams para ajudar na organização da abertura de uma exposição sobre sua vida e carreira.Entre figurinos, joias, quadros, discos e imagens, a cantora lembra da sua trajetória gloriosa no mundo lírico e aos poucos vai se desarmando, tira a máscara e mostra o abismo que sempre existiu entre a diva do palco e a mulher do dia a dia. Fala da carreira de sucesso, do fim do casamento, do conturbado relacionamento com Aristóteles Onassis, da morte do filho, entre outros assuntos que surgem no decorrer do encontro. Silvia Pfeifer empresta suas autoridade e beleza para interpretar Maria Callas e Cassio Reis dá vida ao jornalista, amigo e admirador John Adams.  Os figurinos são de Sonia Soares, a trilha de Paulo Arguelles, projeções de Paola Soares, luz de Paulo Cesar Medeiros e cenário de Rafael Guedes.



SERVIÇO
Data: 28/08 e 29/08
Local: Teatro Municial (Morro do São Bento/snº)
Horário: 21h
Duração: 60 minutos
Classificação: 12 anos
Ponto de venda: 
www.megabilheteria.com.br  ou na bilheteria do teatro

21 ago/15

Coletes: Você vai querer ter vários!

postado por Beatriz Oliveira

As terceiras peças são as minhas salvadoras para aqueles dias que a criatividade parece ter brigado comigo. Elas transformam a produção e dão um charme a mais até no combinado camisetinha básica e jeans. Uma em especial está até na minha lista de peças coringas: os coletes.



Versátil, a peça pode ser usada de dia ou de noite, no verão ou no inverno. De várias cores, estampas e tecidos. A escolha pelo modelo preferido só depende do seu estilo.

O colete, como o terninho, vem do armário masculino. O de alfaiataria, clássico entre os homens, nós podemos facilmente roubar do namorado, pai ou nossos avôs.  Apesar de quebrar a informalidade da produção é uma ótima escolha para o trabalho, por trazer elegância ao look. 






Como todo bom jeans, esse modelo é um dos mais vistos pelas ruas. Com vestidos, blusas com calças ou saias. Looks esportivos, modernos e casuais. Vale em todas as lavagens! Já os bordados são lindos para produções mais elaboradas, eventos mais formais que pedem até brilho e pedrarias.




No inverno você pode complementar a sua produção com os coletes de couros ou peles (de fake, por favor!). Por serem mais quentes, os coletes de pelos são a melhor opção para os dias mais frios do inverno. Se bem que quem mora na região de Ribeirão Preto, pode até passar um aperto, já que por aqui o inverno é praticamente verão também.



 Já os coletes de couros podem ser usados nos dias de calor, dependendo das outras peças que o acompanharem. O preto sempre dá aquela cara rocker ao look, já o branco e caramelo traz leveza, apesar de ser uma peça considerada “pesada”.



Mas ainda existem os de tricôs, camurças, com franjas ou uma pegada militar entre outras milhares de opções, para usar e abusar, desde um cinema com o namorado e um passeio a tarde com as amigas até uma balada. Até porque eles disfarçam seios grandes, afinam a silhueta, principalmente os modelos longos, e realçam a nossa cintura.



 
 
 
*




Bia Oliveira é jornalista e apaixonada pelo mundo da moda.
Quer conhecer mais sobre o seu trabalho? É só acessar:
Cochichos e Brioches
 

19 ago/15

Ópera "O Morcego" estreia no Pedro II.

postado por Diogo Branco

Dia 20 de agosto estreia, no Theatro Pedro II a ópera “O Morcego”, de Johann Strauss II, que terá, junto à orquestra, coro e balé. A montagem é uma produção da Fundação Dom Pedro II, mantenedora do Theatro Pedro II.

Serão três apresentações – nos dias 20, 21 e 22 de agosto. “O Morcego” terá regência de Roberto Minczuk e assistência de Reginaldo Nascimento. O balé tem coreografia da bailarina Luciana Junqueira. O coro foi preparado por Claudinei Oliveira. A direção cênica é de José Mauricio Cagno, a cenografia é do arquiteto Kosti Sarantopoulos, os figurinos são de Evaristo Moura.

O projeto foi aprovado para o Programa de lei de Incentivo Fiscal à Cultura do Governo Federal/Ministério da Cultura e tem patrocínio de Interunion, São Francisco Clínicas, Sasazaki Portas e Janelas e Grupo Moreno.

O Morcego

Esta opereta cômica de Johann Strauss Filho teve sua estreia em Viena em 1874 e toda a trama se passa em um baile de réveillon com casos de mal-entendidos, revides, prisão. A obra foi apresentada mais de 50 vezes no teatro em Viena, mas só teve seu reconhecimento na Áustria, depois de reverenciada em Paris e Berlim. Finalmente, Strauss Filho também foi reconhecido como compositor de várias operetas apresentadas em teatros de Viena.

Agenda - Ópera O Morcego
Local: 
Theatro Pedro II – Ribeirão Preto
Data e horário: 20, 21 e 22 de agosto – 20h
Ingressos online: 
www.theatropedro2.com.br>Agenda 
Ingressos na bilheteria:

-plateia, frisa, balcão nobre: R$ 80 (inteira), R$ 40 (meia)
-balcão simples: R$ 60 (inteira), R$ 30 (meia)
-galerias: R$ 40 (inteira), R$ 20 (meia)

 

18 ago/15

Núcleo teatral de São Paulo apresenta espetáculo de dança-teatro em Ribeirão Preto e Sertãozinho

postado por Diogo Branco

Nos dias 22 e 29 de agosto, o Núcleo Hana de teatro (São Paulo) apresentará o espetáculo AttiKotti em Ribeirão Preto e Sertãozinho respectivamente. 



 

espetáculo de dança-teatro é inspirado na série de animais Anzuology, criada pela dançarina de butô (Dança Japonesa) Anzu Furukawa.

 

Com os bailarinos Carina Nagib, Clara Gouvea e Fabrício Licursi e direção de Alice K., a peça é fruto de encontros com a obra original e também de seus deslocamentos.  Três animais - o crocodilo, o pássaro e o inseto - ressurgem aqui, em outros corpos, desta vez habitados por memórias de infância e de amores partidos.As palavras japonesas AttiKotti, que significa “aqui e ali”, sugerem esse contínuo deslocamento gerando nesta dança imagens concretas e abstratas, propondo colocar em jogo (ASOBI) nossos bichos, nossos amores, nossos (des) encontros, nossas solitudes.

 

AttiKotti é a continuidade e aprofundamento da pesquisa iniciada na montagem do espetáculo de dança-teatro Oversized (2008), em que Alice K. propôs investigar o percurso artístico-filosófico de Anzu Furukawa, criadora de uma vasta obra em vários cantos do mundo, que além do Butô utilizava outras referências da dança oriental e ocidental em seu trabalho.

 

Em Ribeirão Preto a apresentação acontecerá no Telhado Cultural Engasga Gato, localizado na Rua Alvares Cabral, 469, 6º andar – Centro, a partir das 20 horas, com entrada gratuita. E no dia 23, também no Telhado Cultural, haverá um workshop de dança-teatro direcionado a atores, bailarinos e estudantes da área sobre os procedimentos de treinamento e criação do projeto ATTIKOTTI. O encontro acontecerá das 14 às 16 horas e na sequência será exibido um vídeo de Anzu Furukawa.  


Já em Sertãozinho, o espetáculo será apresentado no dia 29 de agosto, às 20 horas, no Teatro Municipal “Professora Olympia Faria de Aguiar Adami”, localizado na Praça Maurílio Biagi - Rua Washington Luiz, 1131 e a entrada também é gratuita.

 

Este projeto foi Contemplado pelo Programa de Ação Cultural do Estado de São Paulo 19/2014 - Difusão e circulação de espetáculo de dança.

 

SERVIÇO
Espetáculo 
AttiKotti – Núcleo Hana (São Paulo) – Em Ribeirão Preto 
Dia: 22 de Agosto
Local: Telhado Cultural Engasga Gato (Rua Alvares Cabral, 469, 6º andar)
Horário: 20h
Entrada gratuita

Workshop e Mostra de vídeo Anzu Furukawa*
 Dia: 23 de Agosto
Local: Telhado Cultural Engasga Gato (Rua Alvares Cabral, 469, 6º andar)
Local: Telhado Cultural Engasga Gato (Rua Alvares Cabral, 469, 6º andar)
Horário: 14 Às 16 horas 
*A mostra de vídeo acontecerá ao termino do workshop, às 16 horas.

 
 

17 ago/15

O moço - Juliana Sfair

postado por Juliana Sfair

É o moço que levanta às cinco horas da madrugada para sustentar seus sonhos. O moço de pouco sorriso e olhar triste. O moço que ninguém vê na correria, o moço da calça jeans e os sapatos gastos.
É o moço da mochila nas costas, do mundo nas costas, do cansaço. O moço sozinho para chegar ao seu objetivo. É aquele moço negro da periferia que atravessa a cidade buscando uma oportunidade.
O moço que fica em silêncio quando é desprezado. O moço que abraça a mãe no almoço de Domingo, é o moço simples que assiste os programas populares e ri um pouco com os amigos para esquecer a dureza da vida.
Viver é uma arte, uma estratégia. Viver é dádiva e dor.
O moço, o motoboy que ganha a vida no trânsito, no sol, na chuva, na garra.
E como é bom chegar em casa são e salvo. É o moço que não tem uma estante de livros, nem conhece Mozart, Antony And The Johnsons – mas ele conhece o rap, que na maioria das letras é o retrato de um lugar, uma vida, um gueto.
É o moço que desconhece as palavras: sexismo, patriarcado, misógino, mas que respeita as mulheres, que viu a mãe sofrer violência e abraçou a causa; não aceita a violência com as demais. E sabe que elas são livres, batalhadoras, amigas.
Vida que desconheço e conheço quando entro no mundo desses moços.
É o moço que quer ser um Mc famoso, é a vontade de desistir que bate tarde da noite.
O moço que puxa o carrinho de papelão enquanto eu observo de dentro do carro, no congestionamento, na pressão.Se precisar, te ajudo irmão.


[ Juliana Sfair ]
 Escritora

16 ago/15

Pocket show de Gabi Milino na livraria PARALER

postado por Diogo Branco



Mais uma noite memorável aconteceu na última quinta-feira (13)  livraria PARALER, em Ribeirão Preto.
A cantora Gabi Milino realizou um pocket show e encantou a todos os presentes com sua doce voz.




Gabi cantou músicas do seu CD "Céu de Maria" e também outros hits com novas roupagens, como "All About That Bass" (Meghan Trainor), no vídeo 

abaixo.








(Foto: Thiago Moura)


O disco autoral "Céu de Maria",lançado em 2014, foi gravado com notório capricho e zelo. Além do fato de ter uma grande cantora presente, a cada faixa nos deparamos com uma nova surpresa, novos ritmos, e uma nova Gabi. Versátil, a cantora vai do jazz ao samba com participações especiais de Zeca Baleiro, Renato Godá, entre outros.

Diogo Branco
Mariangela (PARALER), e os farofeiros Diogo Branco e Cristiane Framartino Bezerra, representando o site.
Abaixo, Rita (PARALER), organizadora do evento.




Para conhecer mais sobre o trabalho de Gabi Milino, basta acessar o site 
http://gabimilino.com.br/

A livraria PARALER fica na rua Capitão Adelmio Norberto Silva, nº 786

 

14 ago/15

Luiz Gonzaga será homenageado no projeto Fábrica do Choro

postado por Diogo Branco

O projeto Fábrica no Choro do mês de agosto apresenta o “Arraiá do Choro” e para animar a festa, o grande homenageado será o Rei do Baião, Luiz Gonzaga.



Chegando a sua quinta edição, o Fábrica do Choro desta sexta-feira, dia 14 de agosto, relembrará as composições do artista como Olha pro céu, Qui nem jiló, Asa Branca entre outras, com a participação especial da cantora Fabiana Sberni.
Luiz Gonzaga foi uma das mais completas, importantes e inventivas figuras da 
música popular brasileira. Cantando acompanhado de sua sanfonazabumba e triângulo, levou a alegria das festas juninas e dos forrós pé-de-serra, bem como a pobreza, as tristezas e as injustiças de sua árida terra, o Sertão Nordestino, ao resto do país, numa época em que a maioria desconhecia o baião, o xote e o xaxado.
O evento também contará também com a apresentação as composições de grandes artistas do choro, tendo um bloco dedicado ao choro cantado , interpretado pela cantora Gabriela Francheck. 
Idealizado pelo grupo Choro da Casa em parceira com o espaço cultural Fábrica de Extintores, o Fábrica no Choro tem como objetivo recriar um ambiente único de apreciação do estilo musical.
A Fábrica de Extintores está localizada na Rua Flávio Uchôa, 2151 – Campos Elíseos. O evento terá início a partir das 21h30, a entrada custa R$ 10 reais e haverá serviço de bar e gastronomia no evento.
*Em caso de chuva o evento será cancelado.


SERVIÇO
Dia: 
14 de agosto de 2015
Horário: A partir das 21h30
Local: A Fábrica de Extintores (Rua Flávio Uchôa, 2151 – Campos Elíseos). 
Ingresso: R$ 10 reais

11 ago/15

Gabi Milino se apresenta na livraria PARALER

postado por Diogo Branco

♪ A cantora, que lançou recentemente o sucesso autoral "CÉU DE MARIA'' com participações de músicos como Zeca Baleiro e Renato Godá, irá se apresentar na livraria PARALER na próxima quinta-feira (13) às 18h.



Dona de uma voz doce e versátil, Gabi transita pelo blues, jazz e samba, sempre notoriamente preocupada com a interpretação de cada canção. O CD "Céu de Maria" está disponível para download no site oficial da cantora (clique aqui), e as faixas também estão disponíveis no Youtube.





Conheci a música da Gabi através do Kuki Stolarski, que me enviou três músicas dela e perguntou se eu topava participar. Topei na hora. A Gabi é ótima cantora, boa melodista e uma letrista muito engenhosa. Celebro quando vejo artistas cheios de personalidade como ela chegando à cena. Ela é um talento e tanto. Evoé!  
Zeca Baleiro


 
A livraria PARALER fica na rua Capitão Adelmio Norberto Silva, nº 786
A apresentação da cantora Gabi Milino será na próxima quinta-feira (13) , às 18h.

Imperdível!




10 ago/15

"A moça" - Juliana Sfair

postado por Juliana Sfair

É a moça do ponto de ônibus que foi para faculdade com o dinheiro contado para comprar um salgado. A moça que ficou o dia todo no escritório e tinha uma hora de almoço. Andou pelas avenidas, coração disparado com o extrato bancário. A mesma moça sozinha que não pode chorar no meio do dia porque se chorar, desaba. E desabar não pode. Não pode porque a moça continua sozinha mesmo com bilhões de pessoas no mundo que nem sempre são tão sozinhas, receberam heranças, nasceram bem, não contam o dinheiro para o salgado, um suco de laranja as três horas da tarde enquanto espera mais um ônibus para mais um teste.
É a moça que leva marmita de casa, que fica feliz por estar no churrasco com a família no Domingo. A moça que não chora e o dia avança.
A moça que economiza na balada para pagar a faculdade, a mesma moça que recebeu uma cantada nojenta enquanto caminhava pelas ruas escuras a caminho da sua casa depois de um dia complicado. A moça faminta, cheia de sonhos.
É a moça do arroz e feijão, a moça simples que te deu um doce, que sorri quando você passa.
A moça que não teve paparico, desejos realizados, meritocracia. Essa moça não entende muito de política, literatura - ela prepara o almoço antes da filha ir para a escola e depois desmaia de fome.
É a moça que te deu meio sem jeito uma bolacha achando que você não aceitaria.
São tantas moças do arroz e feijão, são minhas " irmãs " e nem sabem que são.


[ Juliana Sfair ]
Foto:
Impressione Books e Fotos

10 ago/15

Musical "Rita Lee mora ao lado" chega a Ribeirão

postado por Diogo Branco

O espetáculo "Rita Lee Mora ao Lado", estrelado por Mel Lisboa, será finalmente apresentado em Ribeirão Preto. O musical passa pelo palco do Theatro Pedro II no próximo dia 5 de setembro.



Rita Lee Mora ao Lado - O Musical é uma comédia adaptada teatralmente do livro “Rita Lee Mora ao Lado – Uma Biografia Alucinada da Rainha do Rock”, do escritor Henrique Bartsch. A peça conta com direção de Débora Dubois e Márcio Macena e a produção é uma parceria entre a Cantando na Chuva e a Brancalyone Produções Produções Artísticas. Como na obra, a peça mistura realidade e ficção, para contar a trajetória da cantora desde a época dos Mutantes, nos anos 60, até os dias de hoje, por meio das divertidas confusões de Bárbara Farniente, uma vizinha que sempre acompanhou de perto a vida da família da cantora, já que sua mãe era apaixonada pelo pai de Rita. Bárbara nasce no mesmo dia e na mesma hora da artista e as vidas das duas se cruzam em vários episódios. O foco da montagem será a mulher e estrela do rock a partir da ótica dos autores sobre sua infância, a adolescência, seu encontro com a música e seus amores. A trama apresentará detalhes pouco conhecidos da vida da artista sobre um pano de fundo que inclui personagens da música dos últimos 50 anos, como Tim Maia, Gilberto Gil, Caetano Veloso, Ney Matogrosso, Elis Regina, Gal Costa e muitos outros. “Rita Lee Mora ao Lado” será repleta de canções que marcam os trabalhos de Rita em formações como Teenager Singers, Tutti Frutti e Mutantes, além de sua carreira solo e as parcerias com Roberto de Carvalho.

SERVIÇO
MUSICAL
"RITA LEE MORA AO LADO"
Data: 05/09/2015
Horário: 21H30
Local: Theatro Pedro II
Endereço: Rua Álvares Cabral, 370 - Centro
Preço: De R$ 35 a R$ 100
Maiores informações: (16) 3977-8111






08 ago/15

Estamos onde tem cultura! Estamos com a livraria PARALER

postado por Diogo Branco

Já pensou em acessar o FAROFA e ainda concorrer a um livro ou um CD todo mês?

Vem aí uma novidade pra lá de especial em parceria com a livraria mais tradicional de Ribeirão Preto...




Vocês não perdem por esperar!
Aguardem...

07 ago/15

Caramelizou!

postado por Beatriz Oliveira

O título já dá aquela água na boca, não é mesmo? Bom, eu não vou falar sobre esse doce maravilhoso, mas duvido que depois de você terminar de ver todos esses looks, o seu desejo pela cor no seu armário não irá aumentar.



Tenho visto várias peças em tons terrosos nas lojas, aliás, eles são as cores mais presentes neste inverno, principalmente o caramelo. O tom de bege puxado para o marrom pode ser encontrado em vários tipos de tecidos como camurça, sarja, couro, seda ou malhas.



O tom remete a produções românticas e anos 70, visto sempre em looks boho. Um tempo atrás ele foi até considerado o novo preto. Mas vamos combinar que ninguém tira o lugar do pretinho básico do topo.





Você pode fazer combinações com rendas e estampas florais. Nas cores, escolha tons neutros, como branco e azul marinho. Já com o preto, tome cuidado para não sobrecarregar o look.
A combinação com o marrom cria o efeito tom sobre tom, uma ótima escolha para o trabalho, já que a cor traz elegância para a produção. Tente fazer algumas combinações com calças de alfaiataria, camisas de seda, ou até mesmo blazers.





Algumas mulheres têm medo de que o caramelo apague o look dependendo da cor da pele de quem a usa. Apesar de não ser uma regra, procure um tom que fique bem com o seu tom de pele e de preferência que seja diferente. Queremos que o look se sobressaia e não que aconteça o contrário.
O comum é a presença do caramelo em acessórios, como bolsas, cintos e sapatos, que são neutros e coringas para complementar a produção.



E não são só as mulheres que podem aproveitar o caramelo não! Os homens podem deixar o jeans de lado e optar pela calça chino (ou de sarja). Com tênis ou sapato social, camiseta ou camisa e blazer. Você pode montar tanto looks despojados ou casuais.



E vocês, gostam desta cor? Acham fácil ou difícil usar um look com o caramelo? Quero saber a opinião de vocês. Mande o seu comentário para
contato@cochichosebrioches.com







Bia Oliveira é jornalista e apaixonada pelo mundo da moda.
Quer conhecer mais sobre o seu trabalho? É só acessar
Cochichos e Brioches


06 ago/15

Elizabeth Savalla se apresenta em Ribeirão

postado por Diogo Branco

O espetáculo "A.M.A.D.A.S – Associação de Mulheres que Acordam Despencadas", estrelado pela atriz global Elizabeth Savala, será apresentado em Ribeirão Preto nos dias 21 e 22 de agosto, no Teatro Municipal.


Foto: Divulgação

Com texto de Regiana Antonini e direção de Luiz Arthur Nunes, o espetáculo é uma sátira ao comportamento das mulheres diante dos padrões de beleza cada vez mais rígidos e angustiantes. Os ingressos estão à venda pela internet (clique aqui) ou na bilheteria do teatro.

"A Regina Antônia é mais uma mulher que um dia acordou despencada. O fenômeno do despencamento atinge a todas nós. Um dia você se olha no espelho e descobre que tudo caiu. Comigo aconteceu no meu aniversário de cinquenta e um anos. No dia anterior eu acordei e li meu jornal como sempre. No dia seguinte eu já não conseguia ler sem óculos. A peça fala sobre tudo que nos acontece com a chegada da meia idade", comentou a atriz.

Para Elizabeth Savala, o humor aproxima as pessoas. “Desde criança eu aprendi a debochar de mim mesma. Isso é uma grande vantagem, pois ninguém vai debochar de você quando você já faz isso naturalmente. Pra mim o humor é isso, debochar de coisas sérias de modo que as pessoas parem para pensar a respeito”, declarou numa entrevista recente ao G1.

SERVIÇO:
Elizabeth Savalla apresenta A.MA.D.A.S
Data: 21, 22 e 23 de agosto (sexta, sábado e domingo)
Horário: 21h, (sexta e sábado),  e 19h (domingo)
Local: Teatro Municipal 
Endereço: Praça Alto do São Bento s/nº
Preço: R$ 45 (meia) e R$ 90 (inteira)
Maiores informações: (16) 3625-6841



 

05 ago/15

Fernanda Marx lança o “Baile da Nega” no SESC Ribeirão Preto

postado por Diogo Branco

No próximo dia 06 de agosto, a intérprete Fernanda Marx, lança o show “Baile da Nega”, no SESC Ribeirão Preto. 

Com objetivo de resgatar a tradição dos antigos bailes de salão, Fernanda Marx idealizou o “Baile da Nega” e acompanhada por uma Power Band, o show percorre o universo musical dos bailes.  Como já é marca registrada do trabalho de Fernanda, novas roupagens de canções conhecidas foram especialmente preparadas para esse show, relembrando grandes hits nacionais e alguns internacionais com uma levada dançante, passando pelas baladas, boleros, samba-rock, sem deixar para trás a Black Music.  


 

A banda do “Baile da Nega” é formada pelos músicos Leandro Cunha (piano) e Marcelo Toledo (saxofone), Mauro Zacharias (Trombone), Manga Moraes (trompete), Michel Miranda (bateria), Lucas Oliveira (Guitarra e Violão) Pedrinho Brown (Percussão), Rafael Ramos (contrabaixo)

Além da banda, o show conta com uma equipe técnica formada por Gustavo Engracia (Produtor, Diretor de Arte e Iluminação), Claudio Frateschi e Sté Frateschi (Fotografia) Fernanda Marx e Manga Moraes (Direção Musical).

O “Baile da Nega” será apresentado no Galpão de Eventos do SESC Ribeirão Preto, que está localizado na Rua Tibiriçá, 50 – Centro – Ribeirão Preto. Os ingressos já estão a venda no site do SESC Ribeirão Preto, na Unidade custarão e R$ 17,00 (inteira), R$ 8,50 (aposentado, pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e servidor da escola pública com comprovante) e R$ 5,00 (trabalhador no comércio de bens, serviços e turismo credenciados no SESC e seus dependentes – CREDENCIAL PLENA). Mais informações pelo telefone (16) 3977.4477.



SobrFernanda Marx 

Atua como cantora em Ribeirão Preto há 17 anos. Integra  três grupos da Cia. Minaz: Coral Minaz, o Coral de Câmara e o Madrigal Minaz, como solista e coralista. Em 2010, participou da gravação do CD “Mosaico”, disco de músicas brasileiras inéditas, gravado por solistas do Madrigal Minaz. Em 2009, passou a integrar a banda “Missionários do Blues”, como solista e backing vocal, tendo participado da gravação do primeiro disco do grupo, em 2011. Em 2012 lançou carreira solo com o show Flor de Café.  Em 2014 estreou os shows "Use Dorival Caymmi" e "Refazendo Gonzaguinha"